O voluntário que cuidava do site sumiu! E agora?

e-agoraÉ muito comum que o site de uma ONG pequena seja desenvolvido por um voluntário. A princípio não há problema nenhum, pois a ONG irá economizar com a criação do site, correto? NEM SEMPRE!!!

O que fazer quando o VOLUNTÁRIO DO SITE some?

O site é uma das principais ferramentas de comunicação de uma ONG, independente do seu tamanho. Deixar a cargo de um voluntário toda responsabilidade do site é como deixar a contabilidade/financeiro para um voluntário.

Veja bem, não estou dizendo que não existem bons voluntários para criação de sites. O que estou alertando é que grande parte dos voluntários que desenvolvem os sites das ONGs não atuam profissionalmente na área de criação de sites.

A ONG precisa ficar atenta para alguns fatores importantes no momento de decidir entregar seu site para um voluntário:

  • Peça referências de outros sites desenvolvidos por ele;
  • Pergunte quais são os interesses dele para o desenvolvimento do site;
  • Se o interesse é ter sua logomarca associada ao site, é importante lembrar que
    apesar de não ser um pagamento em dinheiro, é uma forma de marketing para a empresa do voluntário;
  • Hospedagem do site – Prefira manter a hospedagem sob a responsabilidade de outras empresas;
  • Registro de domínio – Solicite as informações do Registro.br e peça que seja utilizado um e-mail da ONG como contato principal;
  • Mantenha uma documentação de todas ações que forem realizadas.

Um outro problema muito comum é o voluntário do site ser sócio de uma produtora de sites e oferecer a criação do site a um custo muito reduzido para ONG em troca da divulgação.

Os gestores da ONG não possuem experiência para avaliar o escopo de um site e o investimento necessário. O ideal é que um outro voluntário com experiência em criação de sites ajude no processo de decisão.

 

5 thoughts on “O voluntário que cuidava do site sumiu! E agora?

Os comentários estão fechados.